Aniversário de Faraday

//Aniversário de Faraday

22/09/2022

Michael Faraday, o descobridor científico sem estudos, nos lembra da importância superior do impacto dos resultados de nossas contribuições sobre nossa origem ou formação acadêmica.

Michael veio de uma família humilde e teve apenas a educação escolar mais básica, mas isso não o impediu de se tornar um grande descobridor científico.

A indução de campos elétricos a partir de campos magnéticos variáveis ​​foi sua primeira grande descoberta. E anos depois ele propôs que as forças eletromagnéticas se estendessem ao espaço vazio ao redor do condutor.

O conceito de Faraday de linhas de fluxo que emanam de corpos carregados e ímãs forneceu uma maneira de representar visualmente campos elétricos e magnéticos; um modelo conceitual que foi crucial para o desenvolvimento bem-sucedido da tecnologia de máquinas eletromagnéticas durante o século XIX.

James C. Maxwell unificou a formulação matemática completa das teorias do campo eletromagnético em quatro equações. E, mais tarde, a teoria quântica do Modelo Padrão unificaria o eletromagnetismo com as interações nucleares, fortes e fracas; uma teoria quântica que descreve todos os fenômenos conhecidos, exceto Gravidade, a força rebelde.

É hora de refletir sobre os modelos criados pelos humanos para interpretar as leis da física, sejam eles campos, geometrias espaço-temporais, cordas vibrantes ou universos paralelos, entre outros, pois as teorias científicas são invenções, cuja construção se baseia em sua coerência lógica, beleza matemática e sua capacidade de prever fenômenos.

Einstein já afirmava em Oxford em 1933 que o fato de a Relatividade Geral – com sua concepção geométrica do espaço-tempo – e a teoria de Newton – com a ação instantânea de suas forças à distância -, serem duas teorias com bases fundamentais tão diferentes, ambas previam com tremendo sucesso um enorme conjunto de fenômenos gravitacionais, só poderia significar uma coisa: as teorias são invenções.

Em suma, as teorias científicas são invenções que requerem a intermediação da criatividade humana, mas que, por algum motivo além do nosso entendimento, contam com a cumplicidade da Natureza, que parece preferir o ideal da simplicidade matemática.

Dedicamos este 196º aniversário de Faraday a todos os criadores de modelos e teorias matemáticas e sua contribuição para uma melhor interpretação da física e da natureza, e nos aproxima de uma reconciliação entre a Mecânica Quântica e a gravitação, questão fundamental para entender o evento fundamental de nossa história cósmica: o Big Bang.

Parabéns Faraday!

2022-09-22T04:59:08+00:00